Primeira leva das 42 milhões de doses do consórcio Covax chega neste domingo - Rádio Liberdade FM Online

Primeira leva das 42 milhões de doses do consórcio Covax chega neste domingo

Neste domingo (21), o Brasil receberá a primeira leva de doses do consórcio Covax Facility. Na ocasião, serão 1,2 milhão de unidades. Ao todo, o governo brasileiro contratou a entrega de cerca de 42 milhões de doses até o fim de 2021.

De acordo com o diretor-adjunto da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Jarbas Barbosa, outras entregas estão previstas para países da América Latina e Central.

“Vão chegar hoje ao Brasil, às 17h41, no Aeroporto de Guarulhos, a primeira remessa feita pelo mecanismo Covax. O Fundo Rotatório de vacinas da OPAS é encarregado de fazer a aquisição de vacinas para países das Américas. Nós já entregamos até sexta-feira (19) vacinas a 10 países da América Latina e Caribe. Até a próxima sexta-feira (26), nós vamos entregar 2,1 milhões doses de vacinas a mais 11 países, totalizando 21. E, até a primeira semana de abril, todos os 35 países e territórios das Américas vão ter recebido vacinas pelo mecanismo Covax.”

A respeito das doses específicas do Brasil, Jarbas explica que até o final de 2021 novas levas vão ser entregues. “O Brasil está recebendo, primeiro, 1,2 milhão de doses. Vai receber em abril, provavelmente, mais 2,2 milhões e o total de vacinas que o Brasil contratou pelo mecanismo chega a 42 milhões de doses em números arredondados”, explica.

Remédios para intubação

Jarbas Barbosa explicou que a OPAS tem um fundo destinado à aquisição de medicamentos e pode ser uma via para ajudar o Brasil a conseguir os remédios essencias para intubação que começam a faltar em hospitais sobrecarregados pelos casos de Covid-19.

“Nós (da OPAS) temos um fundo estratégico para medicamentos que faz aquisições de remédios para o Brasil, como antirretrovirais, por exemplo. No ano passado, [o fundo] fez a aquisição de remédios usados em sedação de pacientes em UTI, intubação e outros produtos que estavam em falta. O Brasil também tem essa alternativa. Nós podemos e sempre estamos dispostos a apoiar tanto o Ministério da Saúde quanto os estados”, afirma.

Profissional da Saúde prepara dose de vacina da AstraZeneca contra Covid-19
Profissional da Saúde prepara dose de vacina da AstraZeneca contra Covid-19

Princípio da equidade 

O número de doses que os países vão receber nessa primeira leva é o mesmo percentual da população. “Para todos os países, foi estipulado uma quantidade capaz de representar uma proporção da população de 2,2%. Depois, estes percentuais vão crescendo até chegar a 10% da população”, explica.

Ele afirma ainda que dez nações na região da América Latina e Caribe estão recebendo vacinas de graça, pois não teriam condições de pagar por suas doses. Os demais países estão pagando um valor abaixo do preço de mercado. 

“As vacinas são negociadas a um preço muito favorável. São vacinas que estão sendo vendidas a um terço, 25% do valor que alguns países estão pagando em acordos bilaterais.”

Por: R. Amaral | Fonte: CNN | 21/03/2021