Maioria do STF vota por medidas restritivas a quem não tomar vacina contra Covid-19 - Rádio Liberdade FM Online

Maioria do STF vota por medidas restritivas a quem não tomar vacina contra Covid-19

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou para que a obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19 seja imposta de forma indireta, a partir de sanções. 

“Ninguém vai arrastar ninguém pelos cabelos para tomar vacina”, disse o ministro Luiz Fux, que ainda não votou, durante o julgamento.

Seis dos onze ministros votaram a favor de medidas restritivas para quem se recusar a ser imunizado contra a Covid-19, como ser impedido de frequentar escolas e transporte público, de acordo com previsão em lei. 

O plenário do STF começou a analisar hoje (17) duas ações que tratam da possibilidade de os governos federal, estaduais e municipais decidirem sobre a vacinação compulsória da população contra o coronavírus. 

Votaram nesse sentido os ministros Ricardo Lewandowski, Luís Roberto Barroso, Kassio Nunes Marques, Alexandre de Moraes, Edson Fachin e Rosa Weber. Outros cinco ministros ainda vão se manifestar. 

Por: R. Amaral | Fonte: Metro1 | 18/12/2020