Em posse de presidente uruguaio, Bolsonaro é aplaudido e vaiado em frente ao Congresso - Rádio Liberdade FM Online

Em posse de presidente uruguaio, Bolsonaro é aplaudido e vaiado em frente ao Congresso

O presidente Jair Bolsonaro foi o último dos chefes de Estado a sair do Palácio Legislativo de Montevidéu, após a posse do novo presidente uruguaio, Luis Lacalle Pou, neste domingo (1º).

Diferentemente dos outros líderes, que entraram diretamente em seus veículos, Bolsonaro acenou para o público do lado de fora, que estava isolado por barreiras de metal. Ele foi aplaudido por muitos e vaiado por alguns.

O brasileiro deu uns passos adiante, acenou e fez sinal de reverência, inclinando-se diante dos presentes. Depois, também entrou em seu veículo e deixou o local.

A cerimônia de posse de Lacalle Pou teve a presença de congressistas, ministros e outros chefes de Estado – o rei Felipe da Espanha, Mario Abdo Benítez (Paraguai) e Sebastián Piñera (Chile) –, além da mulher, dos filhos e do pai de Lacalle Pou, o ex-presidente Luis Alberto Lacalle.

Em seu discurso, o novo chefe de Estado uruguaio elogiou o fato de que desde a redemocratização do país, em 1985, “todos os presidentes terminaram seus mandatos e transmitiram o poder de modo democrático”.

Vitória

Lacalle Pou, político de centro-direita (Partido Nacional), venceu as eleições presidenciais do ano passado, em segundo turno, em uma disputa acirrada contra Daniel Martínez, candidato da coalizão de esquerda, Frente Ampla.

A vitória de Lacalle Pou representa alternância de poder, após 15 anos de governos de esquerda no Uruguai.

No segundo turno, Lacalle Pou construiu uma coalizão “multicolorida”. Isso porque ele, que é do Partido Nacional, aliou-se aos candidatos Ernesto Talvi, do Partido Colorado, e Guido Manini Ríos, do Cabildo Aberto. Com a coalizão, conseguiu virar o jogo e vencer Daniel Martínez.

Bandeiras

O dia amanheceu ensolarado em Montevidéu. Em diversos pontos da cidade, vendedores ambulantes vendendo bandeiras e bandeirolas do Uruguai, do Partido Nacional e do Partido Colorado (que faz parte da coalizão multicolorida).

Lacalle Pou, que tem 46 anos, já exerceu os cargos de deputado e senador. De uma família de políticos, ele é filho da ex-senadora Julia Pou e de Luis Alberto Lacalle, ex-presidente do país, que governou de 1990 a 1995. É bisneto de Luis Alberto de Herrera, um dos políticos mais influentes da história do Partido Nacional.

Relações bilaterais

A ida de Bolsonaro ao Uruguai pode representar uma nova etapa na relação com o país vizinho.A expectativa do governo brasileiro é que o novo governo uruguaio seja um aliado nas questões de comércio, em especial no Mercosul. O Brasil pretende reduzir a tarifa externa comum do bloco, além de impulsionar novos acordos comerciais. E o novo presidente do Uruguai já deu demonstrações de que também pretende avançar numa agenda mais liberalizante do bloco.

Vale ressaltar que o novo chanceler uruguaio, Ernesto Talvi, que também foi candidato nas últimas eleições, é economista liberal e doutor em economia pela Universidade de Chicago.

[Por: R. Amaral | Fonte: OSul | 02/03/2020]