Bombeiros tentam há 60 horas resgatar mulher que caiu em poço de 70 metros de profundidade no Ceará - Rádio Liberdade FM Online

Bombeiros tentam há 60 horas resgatar mulher que caiu em poço de 70 metros de profundidade no Ceará

O Corpo de Bombeiros continua na manhã deste domingo (27) com os trabalhos de tentativa resgate do corpo da mulher que caiu em poço de 70 metros de profundidade em Juazeiro do Norte, a 491 km de Fortaleza. Sônia Cristina Pereira da Silva, de 48 anos, caiu no local às 14h de quinta-feira (24), junto com outra mulher, resgatada com fratura nas pernas e braços.

De acordo com comandante do 5º Batalhão de Bombeiro Militar, tenente-coronel Agnaldo Alexandre Viana, a expectativa da equipe é que a vítima seja retirada neste domingo. Os bombeiros não divulgaram informações sobre a saúde de Sônia Cristina.

“O resgate está bem próximo. Acredito que ao longo do dia nós conseguimos retirá-la do poço”, afirmou Agnaldo Alexandre Viana.

Conforme os profissionais que trabalham na operação, ela deve estar a cerca de 70 metros de profundidade. Os bombeiros continuam removendo areia e lama do reservatório.

Risco de desmoronamento

Bombeiros tentam resgate de mulher que caiu em poço de mais de 50 metros de profundidade em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução

Bombeiros tentam resgate de mulher que caiu em poço de mais de 50 metros de profundidade em Juazeiro do Norte, no interior do Ceará — Foto: TV Verdes Mares/Reprodução

Segundo o Corpo de Bombeiros, o poço tem fortes riscos de desmoronar. “Iniciamos a remoção de material do banheiro que está para cair sobre a cacimba e vamos colocar uns tubos verticais para a segurança dos bombeiros e resgate”, afirma o tenente-coronel Agnaldo Viana, que trabalha no resgate. Ainda não há confirmação sobre a morte de Sônia. https://a577a262326a52457e79f4b0a7e20650.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Conforme Viana, O diâmetro da cacimba na abertura é cerca de 4 metros, mas ela vai afunilando por conta dos deslizamentos de terra que ocorreram durante a tentativa de resgate.

Poço desativado

De acordo com familiares, o poço está desativado há muito tempo na casa que fica no Bairro Santa Tereza. Os bombeiros ainda trabalham no resgate com o reforço de equipes do Crato, de Fortaleza e voluntários.

De acordo com major Artur Graça, houve um deslizamento de terra e o poço é muito profundo. Por conta disso a equipe demorou para chegar na primeira vítima.

“Situação muito difícil. Trata-se de uma cacimba desativada. O piso cedeu a tampa da cacimba desceu e o que aconteceu foi um deslizamento escondido debaixo do piso e criou-se um grande abismo. Quando isso desabou, as duas senhoras caíram e foram para o fundo e a tampa ficou pelo caminho e não conseguimos chegar até lá”, afirmou.

Redação: Rádio SIM FM | 27/03/2022