Governo da Bahia autoriza realização de eventos com até 100 pessoas - Rádio Liberdade FM Online

Governo da Bahia autoriza realização de eventos com até 100 pessoas

O Governo do Estado publicou nesta quarta-feira (2) uma nova regulamentação sobre a realização de eventos na Bahia. A publicação no Diário Oficial do Estado permite a realização de eventos com a presença de até 100 pessoas. O decreto anterior, o 19.586, de 27 de março, liberava até 50 pessoas.

Segundo o governador Rui Costa a liberação do dobro de pessoas em eventos foi feita por conta da queda no número de casos. Ele informou também que a evolução da doença é monitorada e caso os números continuem caindo, poderá aumentar mais o limite de pessoas em eventos desportivos, religiosos, shows, feiras, circos, eventos científicos, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.ADVERTISING

“Como nós estamos numa fase de dar passo a passo liberando atividades, nós resolvemos subir um pouco de 50 para 100 para ir monitorando e liberando paulatinamente. Vamos fazer isso progressivamente e assim com o passar dos dias nos vamos avaliando. Se continuar caindo o número de casos, a gente libera para 150, 200, de acordo com a evolução da doença. Graças a Deus os números são descendentes, o número de óbitos era para estar ainda mais baixo, mas estamos tendo que lançar diariamente óbitos que não foram lançados na data correta, por diversos municípios da Bahia. Eles entraram no sistema com as pessoas ainda em vida e quando morreram não lançaram o óbito. A Sesab tem feito um mutirão para ligar para as secretarias de saúde para fazer o fechamento dos casos. Estão aparecendo neste fechamento vários casos antigos que precisam ser divulgados. Isso tem mantido os números de mortes em torno de 50, 60 por dia. Se não fosse isso estaríamos na faixa de 30 óbitos diários, que é um número ainda alto.

Rui costa destaca que a doença continua, que ainda não existe vacina disponível e que a população precisa se proteger.

“O vírus continua, circulando, continua infectado e infelizmente levando a vida de muita gente”, concluiu.

Por: R. Amaral | Fonte: AcordaCidade | 02/09/2020