Presidente da CPMI das fake news sugere até anular eleição de Bolsonaro - Rádio Liberdade FM Online

Presidente da CPMI das fake news sugere até anular eleição de Bolsonaro

Presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquéritos (CPMI) das fake news, o senador Angelo Coronel (PSD) cogita até mesmo pedir a anulação das eleições de 2018. Em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, Coronel afirmou que irá se reunir com a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Rosa Weber.

“Recebi denúncia de que em todos os estados foi montado um escritório para divulgar notícias falsas. Criaram escritórios e a mensagem é divulgada no Brasil todo. Tem empresários que bancaram escritórios na Flórida, vamos acionar FBI, CIA. Essa eleição vai dar um bom crivo. A eleição passada, eu não sei… marquei até com Rosa Weber. Se ficar comprovado as fake news mudaram o rumo das eleições – eu acho difícil – vai ter nulidade de eleição. Não acredito nisso. Não estou aqui para pregar ilusão”, afirmou.

Para Coronel, a comissão deve “dar um bom freio” nas notícias falsas. O objetivo da comissão, no entanto, não se restringe a mensagens de cunho político. “Vamos também combater o uso de perfis falsos para divulgar pornografia infantil”, exemplificou.

Titular da Comissão de Relações Exteriores no Senado, Coronel reafirmou seu voto contrário à indicação de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a Embaixada do Brasil nos Estados Unidos. “Não é por ser por nepotismo, mas não vejo conhecimento nele para assumir embaixada. O cara para ser embaixador, tem que ter serenidade. Não senti embasamento jurídico, conhecimento. Meu voto será contra a indicação dele”, disse.

Já para a indicação de Augusto Aras para a Procuradoria-Geral da República, Coronel afirmou que seu voto será “sim”. “Uma pessoa de bom caráter. Foi procurador na Bahia. filho de José Roque Aras. Vai dar serenidade a esse Brasil, vai tentar acabar espetacularização, onde promotor recém-diplomado quer seus minutos de fama”.

[Por: R. Amaral | Fonte: Metro1 | 09/09/2019]